Selinho

Selinho

4 de março de 2011

Os Afetos



Esses dias vi um filme, muito legal, se chama: "As coincidências do amor", a frase inicial já me cativou de cara, o personagem inicia dizendo: "tudo o que precisamos na vida é de afeto." Adorei. mas pensei: que afeto? Qualquer afeto penso eu. as pessoas nos cativam quanto mais afetivas elas são, pelo menos para mim é assim. Sou uma pessoa muito afetuosa, gosto de abraços, beijos e demonstrações concretas de carinho. Eduquei meus filhos usando muitas vezes a terapia do abraço e agora os vejo adultos ou quase, com a mesma necessidade de quando eram bebês. Esses dias tive que dar um "colo" ao meu menino de 21 anos, senti que naquele momento o meu aconchego poderia aplacar um pouco o sofrimento pelo qual ele estava passando, ah as desilusões amorosas, as escolhas, como são sofridas. Um colinho sempre cai bem, não importa a idade que tenhamos, precisamos às vezes pedir colo e às vezes dar. E não é tão fácil como imaginamos, talvez com a correria cotidiana os laços de amor fiquem um pouco "frouxos" e se crie um abismo, entre os amores, seja marido e mulher, namorados, filhos com seus pais, amigos. Depois de criado o abismo é difícill retomar as demonstrações de carinho.

Por isso se tens algo a dizer, hoje é o dia, o momento é agora... Use o telefone, ou passe um e-mail, ou vá pessoalmente abraçar e dizer a quem te importa o quanto é grande o teu AMOR!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário