Selinho

Selinho

28 de novembro de 2010

Reviver para continuar vivendo


Comecei novamente a reler o blog e um sentimento muito forte, toma conta de mim. estou próxima da minha última quimioterapia, estou perto de um novo recomeço, uma nova rotina. Com o tratamento a rotina se altera, tenho um foco claro, preciso ficar curada. Finalizado o tratamento preciso sair do casulo e transformar essa experiência pela ótica do amor.
Não quero esquecer por isso registrei.
Registrei para aprender, se esquecer tenho onde consultar.
Registrei para me proteger de levar uma vida corrida e esquecer que em primeiro lugar devo me cuidar e em seguida poderei e estarei apta a cuidar dos outros.
Registrei por amor ao meu marido e filhos, eles foram meus pilares de sustentação, foram quem me ajudaram a lutar acreditando que "tudo vale a pena se a alma não é pequena"...
Registrei para animar outras mulheres que passam pela mesma situação.
Registrei para que possa lembrar as minhas derrotas, mas principalmente para não esquecer as minhas vitórias.
O sofrimento foi grande, mas não foi tudo.
Teve sobretudo muito aprendizado, muito auto conhecimento, muita intimidade comigo mesma.
Registrei e partilhei o que era íntimo, mas nem tanto, guardei  o melhor e o pior só para mim, aquilo de mais íntimo, do qual não abro mão de ser secreto.
Registrei a minha fé neste Deus que é puro amor e acolhimento, me sinto assim deitada no colo de Deus.
Hoje o sentimento é de plenitude, ontem era de revolta.
Assim tem sido a minha vida: uma montanha russa, vivo de altos e baixos.
Estou ansiosa pelo fim desta etapa da minha vida, mas como já vi, não sou eu quem decido, devo deixar para trás todo este sentimento de onipotência.
Meu lema será: "Vou deixar a vida me levar..."
Vou esperar que as gaivotas cheguem até mim e não forçar nada, tudo é graça, tudo é dom, tudo tem um propósito maior.

2 comentários:

  1. E continuando a música, não esqueça estas palavras...

    "Não conte o tempo por nós dois
    Pois a qualquer hora
    Posso estar de volta
    Depois que a noite terminar...

    Vou deixar a vida me levar
    Pra onde ela quiser
    Seguir a direção
    De uma estrela qualquer...
    [...]
    Eu já estou na sua estrada
    Sozinho, não enxergo nada
    Mas vou ficar aqui
    Até que o dia amanheça
    Vou esquecer de mim
    E você se puder
    Não me esqueça...

    Vou deixar o coração bater
    Na madrugada sem fim
    Deixar o sol te ver
    Ajoelhada por mim
    Sim!...

    Não tenho hora pra voltar
    Não!
    Eu agradeço tanto a sua escolta
    Mas deixa a noite terminar...

    Eu já estou na sua estrada
    Sozinho, não enxergo nada
    Mas vou ficar aqui
    Até que o dia amanheça
    Vou esquecer de mim
    E você se puder
    Não me esqueça..."



    Contando os minutos para o encerramento deste capítulo! Bjs

    ResponderExcluir