Selinho

Selinho

26 de outubro de 2010

Lutar, viver, superar...


Os verbos de hoje são estes: Lutar, viver, superar.
São verbos que precisamos conjugar todos os dias...
No meu momento atual, eu luto para acordar de manhã e não me deixar levar pela vontade de ficar deitada, luto para não me entregar a depressão, luto para fazer do meu dia tão feliz como ele nunca foi, luto também para encarar as dificuldades de frente. Luto para enxergar a verdade que às vezes dói  e muito. A verdade que reside nesta mudança louca da minha vida. Luto para esquecer a vida passada e poder amar uma nova. Muitas vezes choro pedindo que a antiga vida volte, sei que é inútil, por isso sigo lutando. Luto para me manter amando todos que estão a minha volta, luto para continuar vivendo.
Daí viva, me sinto forte, vejo que há sangue nas minhas veias e quero muito viver... Uma vida humana, viver como uma mulher e não como uma barata, a minha transformação é para melhor...
Viver intensamente cada minuto como se fosse o último...
Viver amando, não sou de me contentar com migalhas de amor, por isso o amor é o meu modo de viver.
O amor em todas as suas formas e expressões.Viver até a última gota.
Superar? Superar tudo que me afasta da saúde e isso não é pouco, é muito, pois viver é uma loucura e se manter são é uma tarefa diária em um mundo tão egoísta e hedonista
Superar minhas sombras e alcançar uma espiritualidade concreta, vivida no dia a dia, com quem está comigo.
Superar as insatisfações com o meu corpo que mudou muito e às vezes não me agrada.
Superar a tristeza de ver o sofrimento dos que me rodeiam e me acompanham.
Superar as dificuldades da quimioterapia, que tentam me derrubar.
Superar a minha vontade de desistir durante o tratamento.
Superar as minhas inseguranças em relação ao futuro e aceitar o presente como única forma de viver, não possuo nem o passado, muito menos o futuro, por isso , fazer da expressão carpe diem uma verdade na minha vida.
Superar a vontade de que tudo seja cor de rosa: às vezes é roxo, vermelho, preto, azul; querer o arco íris inteiro pulsando no meu dia.
Superar a vontade de fugir para bem longe, onde ninguém me conhece, às vezes isso é muito forte.
Superar também a vontade de estar sempre rodeada de quem eu amo, muitas vezes sugando a energia deles ao máximo. Quase como uma vampira.
Superar o paradoxo de querer ficar e querer fugir...
Superar o humano e deixar que enfim o divino haja em mim.

4 comentários:

  1. Oi Lú!
    Certamente você está organizando todos estes escritos...e em breve vais publicá-los num livro, não é mesmo?!
    Então gostaria de dizer-te o quanto estas palavras são importantes a todos que tem acesso a elas... Transmites a verdade sem máscaras e apontas caminhos de superação. Quero te agradecer por isso, por todo bem que fazes a todos nós.
    Quanto ao livro... Que tal bem mais gente ter o privilégio de te conhecer... Pense nisso!
    Beijos amiga!

    ResponderExcluir
  2. LU, amada!
    Continue, lutando, vivendo e superando, mas uma coisa é certa: VOCÊ É UMA VENCEDORA, sempre te disse: vai passar...vai passar...Eu não tenho dúvidas, JÁ PASSOU!!!!!!!!!!!
    Nesta luta e caminhada, estou contigo, principalmente na Fé!
    Te amo!!!! Vera

    ResponderExcluir
  3. oi lu. meu nome é susana, e passo exatamente o que vc esta passando. tambem estou escrevendo, quase diariamente pra nao enlouquecer. estou na quarta sessao de quimio, faltam duas!!! o pior é que este tratamento que dizem nos salvar, as vezes parece que está mesmo nos matando..mas vai acabar querida, pra mim, pra vc e pra todas que lutam pela vida com vontade. um bj no coraçao.

    ResponderExcluir
  4. só vi hoje te comentário, estou indo para a última, aguente firme, tenho certeza que vencerás!!!
    com muito carinho,
    Lu

    ResponderExcluir