Selinho

Selinho

6 de junho de 2010

Paciência

Hoje preciso renovar o dom da paciência. Quero muito a cicatrização do meu seio, mas por alguma razão ela não está acontecendo como eu previa,  inesperados são o meu dia a dia agora.
Estou cansada quero "mudar de fase no jogo", mas não consigo avançar.
Já perguntei aos médicos se eu fiz algo que pudesse ter favorecido a lenta cicatrização e eles sempre respondem, que não, cada caso é um caso.
O fato é que é extremamente violento ver a cicatriz todos os dias e ter que lidar com isso sem pensar em coisas desagradáveis. estou fazendo um esforço para manter o pensamento positivo, para não me entregar a depressão, saio me divirto, vou a aniversários, mas sempre com a preocupação, vai manchar a roupa?
Às vezes acho que o líquido que sai do seio (seroma), são lágrimas, parece que o seio chora, se digo isso aos médicos vão achar que estou louca. Mesmo assim rezo peço para ele aceitar a nova função no meu corpo.
Para não deprimir-me tenho feito algumas coisas: evito pessoas negativas, tento conviver com quem me diz que tudo dará certo e mesmo assim nada das lágrimas do peito pararem.
Paciência é hoje a minha palavra de desafio.
Vou tentar puxá-la, lá de dentro de mim e fazê-la subir a superfície para que com a ajuda dela possa jogar esse jogo, aprendendo mais em cada fase, ainda não mudei a fase do jogo, mas se tiver paciência, mudarei no tempo oportuno.
De novo, devo aprender um dia de cada vez...
Vou me centrar no momento atual, este é o momento de viver essa fase, sem tentar apressá-la.
Me lembrei da lagarta no casulo e o que acontece se tentamos ajudá-la a se tornar mais rapidamente uma borboleta.
Me convenço então (e é para isso que escrevo) que vou respeitar este tempo, sem tentar controlá-lo.
De novo quero controlar aquilo que não depende de mim e sim de um conjunto de coisas das quais desconheço a maioria.
Tenho que me livrar da onipotência, da idéia de que posso resolver tudo.
Tenho que lidar com a minha ignorância e deixar de lado o orgulho de tentar descobrir explicações, para o que não tem explicação.
Neste dia me entrego a força de Deus, que será a minha única fortaleza e vou tentar não pensar mais no tempo humano, mas me entregar ao tempo de Deus.

Nenhum comentário:

Postar um comentário