Selinho

Selinho

25 de junho de 2010

Amanhã

No dia que fui fazer a retirada da prótese, fui na minha terapeuta e ela ao final da sessão, colocou esta música para eu ouvir.
Foi muito significativo, me senti com muita força e esperança. 
Tive fé que realmente o amanhã um dia vai chegar.
Enquanto ele não chega, espero, me entrego, e me acostumo a ver as minhas possibilidades, sem pensar muito nas poucas limitações que tenho.
Sou rica em possibilidades, não só eu, a humanidade é rica. Deus nos fez ricos, milionários, mas insistimos em olhar somente a pobreza do que nos limita.
Se somos ricos, também somos limitados, é a face de cada lado da moeda, da qual a nossa vida é formada; o fato é que às vezes tiramos cara, às vezes tiramos coroa.
Quando estamos por cima, o orgulho nos invade e esquecemos que temos o lado "b", se estamos por baixo também esquecemos que temos um lado "a" que pode nos ajudar a enfrentar aquilo que nos é adverso.
É humano pensar assim. O que precisamos é lembrar que em nós também há o divino que pode equilibrar a nossa moeda e a nossa existência.
Creio que hoje buscarei o equilíbrio, amanhã poderei jogar a moeda sem medo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário