Selinho

Selinho

30 de março de 2009

Poesia numa hora dessas?



"Tudo vale a pena, quando a alma não é pequena."
"Para ser grande sê inteiro, nada teu exagera ou exclui..."

Fernando Pessoa


Fere de leve a frase... E esquece... Nada
Convém que se repita...
Só em linguagem amorosa agrada
A mesma coisa cem mil vezes dita.


DAS UTOPIAS

Se as coisas são inatingíveis... ora!
Não é motivo para não querê-las...
Que tristes os caminhos se não fora
A mágica presença das estrelas!

POEMINHO DO CONTRA
Todos estes que aí estão
Atravancando o meu caminho,
Eles passarão.
Eu passarinho!


BILHETE

Se tu me amas,
ama-me baixinho.

Não o grites de cima dos telhados,
deixa em paz os passarinhos.

Deixa em paz a mim!

Se me queres,
enfim,

.....tem de ser bem devagarinho,
.....amada,

.....que a vida é breve,
.....e o amor
.....mais breve ainda.

Mario Quintana


AMO FERNANDO PESSOA, AMO MARIO QUINTANA!

A POESIA SÓ FAZ SENTIDO PARA QUEM AMA, QUEM NUNCA AMOU, NÃO ENTENDE A LINGUAGEM POÉTICA.

29 de março de 2009

Nada de controle...


Talvez a coisa mais difícil na minha vida, seja aceitar que não posso controlar o que está a minha volta. Diariamente me pego, querendo impor a minha vontade, à vida. E acreditem não é nada de muito complexo, o que desejo controlar, é o dia a dia mesmo.
Mas mesmo o dia, é sem controle. As pessoas nascem, morrem, ficam felizes, ficam tristes, celebram, se fecham e não há nada que possamos fazer.
Sexta-feira última, fez seis meses do falecimento do Nono, ele morreu mesmo, e eu não pude fazer nada para mudar isso. Morreu de acidente de carro, apesar de eu ter tentado aconselhá-lo várias vezes para que não abusasse da velocidade.
Eu falava...
Às vezes brigava, e no que deu? Não pude fazer nada.
Pelo menos não foi por falta de aviso, nem de amor.
Mas se eu soubesse que ele iria morrer, não de qualquer jeito, mas desta morte, não teria perdido tempo, brigando e tentando impor a minha vontade, teria abraçado mais ele, teria conversado mais sobre coisas sem importância e teria talvez guardado mais lembranças da simples presença dele.
Por isso vou decidir estar apenas disponível sem querer controlar.
Vou ser um bom ouvido e vou esquecer que tenho boca, se me perguntarem darei minha opinião ressaltando que é apenas uma percepção e não uma verdade absoluta.
A partir de hoje nada de verdades absolutas e certezas demolidoras, apenas tentarei ser acolhimento e aceitação.
Vai ser difícil mas creio que vou me sentir mais perto das pessoas e de Deus.

24 de março de 2009

Santa Rita de Cássia


Hoje iniciamos a preparação para a festa que homenageia a padroeira do nosso bairro:
Santa Rita de Cássia.
Na reunião realizada na paróquia foi lembrado que cada um que estava ali, tinha algo em sintonia com Santa Rita, e é verdade! Lembrei da minha própria história, aí vai...
A minha relação com Santa Rita, começou muito cedo, sei que meu pai sempre teve muita devoção a essa Santa. Aos seis anos de idade eu era uma criança de saúde frágil que já havia tido todas as "ites" imagináveis, inclusive, uma das mais temidas: meningite. E foi com essa idade, para pagar a promessa de uma tia avó, que pediu a intercessão de Santa Rita para a minha cura, que eu vesti uma roupa de Santa Rita e acompanhei a procissão, que saia de Ipanema em direção ao Santuário no Guarujá, como ocorre até hoje. Da ocasião me lembro pouco, sei que fiz uma parte do percurso no colo de alguém e me foi contado que eu estava com febre no dia. Porém não esqueci do resultado, até hoje recorro a intercessão de Santa Rita. Curiosidade ou não acabei vindo morar no Guarujá, me casei nesta igreja, batizei meus três filhos também lá e participo da comunidade. Espero ainda comemorar muito neste querido Santuário.
Desde já estamos em espírito de preparação para a festa que reune pessoas de diferentes lugares, que vem para pedir graças e muitas para agradecer, ouvimos testemunhos de milagres e curas que nos servem de incentivo para seguirmos as nossas vidas acreditando que sim milagres existem!

4 de março de 2009

I belive in miracles

Legal esta frase em inglês, é o título de uma música, de um rock pesado do Ramones, o refrão é o seguinte:

"Eu costumava estar numa busca sem fim
Acredite em milagres, pois eu sou um
Eu fui abençoado com o poder de sobreviver
E, após todos esses anos, eu ainda estou vivo..."

Eu acredito em milagres e você?
Eu acredito que os milagres acontecem todos os dias, basta que queiramos vê-los.
Às vezes contra todas as probalidades e estatísiticas, você sobrevive, você continua casado há mais de 20 anos e ainda está apaixonada, você continua feliz, você continua vivendo...
Embora haja crise você prospera...
Você pode sofrer, porém continua sendo milagre, pois se está sofrendo é sinal de que está vivo...
Será milagre?
Creio que sim.
O milagre acontece no instante em que você decide, não se render as estatísticas, as probalidades e resolve encarar os problemas como protagonista e se livra do papel de vítima das circunstâncias.
Acredite em milagres e aceite ser abençoado!
Boa semana!