Selinho

Selinho

7 de fevereiro de 2009

Eu quero ser poderosa e você?

Início de 2009, fevereiro, estamos ainda planejando o ano, uma vez que parece que vai começar de fato após o carnaval. Dá tempo ainda de pensar o que queremos para 2009. Eu já sei que quero me tornar “poderosa” e “invencível”. Quero ser invencível para o desânimo, a inveja, o mau humor, a falta de solidariedade. Neste ano o meu foco está em descobrir e usar o poder feminino que em mim reside.
Sei que o momento é de se olhar e descobrir a força que tenho e colocá-la a disposição dos outros, pois quem acha que ser poderosa é ser onipotente e infalível, está enganada, uma mulher de força sabe que é preciso dar o melhor de si a todos, que é preciso perceber que os erros fazem parte da vida e são oportunidades maravilhosas de amadurecimento e crescimento.
Cada existência é única e, por isso, não existe um só poder. “poderosa é a mulher genuína, aquela que exerce seu estilo de vida e deixa aflorar os seus dons e sua força criativa”, define a psicóloga Lucia Rosenberg. Uma mulher de força descobre quais são os poderes que possui e os utiliza para comandar o seu destino.
Acredito que já conheço alguns dos meus “poderes” especiais, mas encontrei algumas dicas que me ajudaram e podem ajudar quem quer ter um ano cheio de conquistas:
• Invista no auto-conhecimento: quem se conhece bem aproveita melhor os recursos internos e respeita os próprios limites. Assim consegue definir prioridades e traçar objetivos viáveis.
• Invista nos relacionamentos: Ninguém é uma ilha, todas precisamos às vezes de um colo ou de um ombro amigo, nestes casos pedir às vezes é mais difícil que dar. Reveja seus conceitos, não acredite que ser poderosa é não depender de ninguém. A mulher forte conhece sua fragilidade.
• Não se leve tão a sério: Perdoar-se pelas próprias mancadas e aprender a rir delas é fundamental. O paradoxo é que quanto mais poderosa você for, menos precisará ostentar sua força. Não perca energia com isso. Seja humilde e saiba perdoar também quem está a sua volta. O ressentimento é a causa de muitas doenças psicológicas e até mesmo físicas.
• Abra-se para o novo: experimentar programas diferentes, descobrir um hobby inusitado, viajar, ler, estudar, são exemplos de atividades que ampliam os horizontes. Sem contar que podem ser uma fonte de prazer enorme.
• Descubra o poder que reside no seu olhar, saiba que ele comunica: acolhe, cuida, atende, olhe nos olhos olhe e veja. Podemos ficar cegos diante das maravilhas que a nossa vida oferece.
• Viva o presente: colha o dia, viva como uma rosa que acabou de desabrochar, pois em breve todas nós iremos “murchar”, não percamos o instante mágico que o dia de hoje nos oferece.
• Não perca tempo cultivando maus sentimentos e mágoas a vida é um longo caminho e às vezes parece que se anda em círculos (voltamos ao mesmo ponto), portanto seja benevolente com os erros dos outros, amanhã você poderá precisar desta mesma benevolência.
• Conheça seus medos e enfrente pelo menos um por dia. Saiba que uma mulher poderosa é aquela que consegue dominar os seus medos.
• Tenha fé, este é o maior poder de todos, pois quando estamos conectados com Deus descobrimos que tudo nesta vida é uma passagem e como tal passará... Uma mulher que tem fé sabe que durante a jornada encontrará em um ser maior a força que a tornará poderosa.

Algumas frases poderosas:

“O ideal está em ti, porém o obstáculo para o seu cumprimento também está em ti.”
Thomas Carlyle
“Humildade para ter coragem de se colocar na posição de aprendiz da vida. Humildade para aprender as lições. Humildade pra parar de se julgar um deus.”
Roberto Shiniashyki
“Concentre-se em sua vocações e seus talentos e não se preocupe em agradar a ninguém. Viver para ser admirado pelos outros cria apenas fracasso e frustração.”
Roberto Shiniashyki
“Sempre acreditamos que existe algo chamado destino, porém sempre temos acreditado também, que existe livre arbítrio. O que diferencia os homens é o equilíbrio que encontram nesta contradição”.
Chesterton

“O homem é mortal por seus medos e imortal pelos seus desejos”.
Pitágoras

Nenhum comentário:

Postar um comentário